As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: Planalto adia reforma administrativa, Estado reduz à metade gasto com limpeza do Rio Tietê e governo prevê recorrer a aposentado em várias funções

Emanuel Bomfim

12 de fevereiro de 2020 | 05h00

*Por Adriana Cimino e Cadu Cortez

Na edição desta quarta-feira (12), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em economia, por falta de “clima político”, o governo desistiu de enviar ao Congresso sua Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma administrativa, que mexeria com as regras do funcionalismo público. O recuo foi decidido pelo Palácio do Planalto após consultas a lideranças no Parlamento. No caderno Metrópole, em 2019, as ações de limpeza e desassoreamento do Rio Tietê, que transbordou em 16 pontos anteontem, caíram à metade. O total de lama retirado da calha foi de 409 mil m³, ante média de 800 mil m³ entre 2016 e 2018. O Estado alegou ter concentrado ações técnicas no Alto Tietê e no Pinheiros e destacou que o orçamento havia sido feito pela gestão anterior. Em Política, Além do INSS, servidores civis federais aposentados poderão ser contratados temporariamente para atender outras áreas do governo em caso de necessidade. MP que está sendo elaborada pela equipe econômica vai prever essa possibilidade.

Ouça no player abaixo: