‘Notícia No Seu Tempo’: Planalto interfere em eleição e libera R$ 3 bi a parlamentares, rombo nas contas públicas do País chega a 10% do PIB e liminar barra volta à escola em SP

Emanuel Bomfim

29 de janeiro de 2021 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta sexta-feira (29), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Política, planilha mostra que, com interesse nas eleições para a renovação do comando da Câmara e do Senado, o governo liberou R$ 3 bilhões em recursos “extras” para 250 deputados e 35 senadores destinarem a obras em seus redutos eleitorais. No caderno Economia, a pandemia levou as contas públicas brasileiras a registrar, em 2020, o maior rombo de sua história. O déficit foi de R$ 743,1 bilhões, o equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB). A dívida deu um salto e chegou a 90% do PIB. Já em Metrópole, a Justiça suspendeu, por liminar, o retorno presencial de estudantes em escolas públicas e privadas no Estado de SP. O argumento foi o do agravamento da pandemia. A ação civil pública foi movida por entidades que representam os professores. O governo paulista vai recorrer.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.