As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: primeiro morto por coronavírus no País estava fora da lista de infectados, governo pede aval do Congresso para decretar calamidade e presidente agora fala em união contra pandemia

Emanuel Bomfim

18 de março de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino 

Na edição desta quarta-feira (18), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Metrópole, um homem de 62 anos, hipertenso, diabético e sem histórico de viagem ao exterior, é a primeira pessoa a morrer no Brasil pela covid-19. O paciente morreu após seis dias internado em um hospital privado em SP. O governo do Estado informou que o paciente não constava na lista oficial de casos confirmados e, segundo o Estado apurou, nem no balanço de registros suspeitos. Há 162 casos confirmados em SP. No Brasil, o total é de 291. No caderno Economia, o governo pedirá ao Congresso aval para decretar calamidade pública. Ontem, foi ampliado o rombo da meta fiscal de 2020 dos atuais R$ 124,1 bilhões para cerca de R$ 200 bilhões. Em Política, pela manhã, o presidente Jair Bolsonaro criticou governadores que estão fechando repartições públicas e têm recomendado à população que fique em casa para evitar o contágio. Mas, no fim do dia, Bolsonaro, que teve queda de popularidade, disse que é preciso “somar esforços” com os outros Poderes.

Ouça abaixo:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.