‘Notícia No Seu Tempo’: prisão de Queiroz aumenta o cerco da Justiça à família Bolsonaro, presidente demite Weintraub do MEC e hospitais do interior estão lotados

Emanuel Bomfim

19 de junho de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta sexta-feira (19), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Política, Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio, foi preso ontem em Atibaia (SP) em uma casa de Frederick Wassef, advogado de Flávio no inquérito das “rachadinhas” na Alerj e também ligado ao presidente Jair Bolsonaro. Desde que o Estadão revelou em dezembro de 2018 que ele fez movimentações bancárias suspeitas quando estava lotado no gabinete de deputado estadual de Flávio, o paradeiro de Queiroz se tornara um mistério. Ainda no caderno Política, pressionado a tentar apaziguar as relações com o STF, o presidente Jair Bolsonaro confirmou ontem a demissão do ministro da Educação, Abraham Weintraub, em vídeo publicado em rede social em que os dois aparecem juntos. Já em Metrópole, hospitais do interior de São Paulo que são referência no tratamento da covid-19 passaram a recusar novas internações após lotar. Prefeitos já cogitam transferir pacientes para a capital.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.