‘Notícia No Seu Tempo’: Procuradores chegam a receber, em um mês, mais de R$ 400 mil

Da Redação

19 de janeiro de 2022 | 05h00

No podcast ‘Notícia No Seu Tempo’, confira em áudio as principais notícias da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’ desta quarta-feira (19/01/22):

O procurador-geral da República, Augusto Aras, tomou decisões no final de 2021 que permitiram a procuradores receber até meio milhão de reais no contracheque de dezembro, informa Weslley Galzo. O maior pagamento foi o do procurador regional José Robalinho Cavalcanti. Seu salário base é de R$ 35,4 mil, mas recebeu R$ 545 mil em rendimentos brutos, a partir de indenizações e outros “penduricalhos”. O vice-procurador-geral da República, Paulo Gonet Branco, embolsou R$ 325 mil. A PGR informou que os pagamentos foram feitos porque os gastos caíram na pandemia.

E mais:

Metrópole: Assassinatos, com lista de marcados para morrer, assustam Cruzeiro (SP)

Política: Nomes do MBL migram para o Podemos para apoiar Moro

Economia: Dívidas devem consumir 25% do Auxílio Brasil e esfriar economia

Caderno 2: O casal que inspirou música e filme Eduardo e Mônica

Tudo o que sabemos sobre:

MBLAuxílio BrasilAugusto Aras

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.