‘Notícia No Seu Tempo’: Reino Unido libera vacina de Oxford e facilita aval no Brasil, governo ignora lei em indicação para ANTT e Neymar desiste de festa após polêmica

Emanuel Bomfim

31 de dezembro de 2020 | 05h00

Por Gustavo Toledo

Na edição desta quinta-feira (31), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Metrópole, considerada a principal aposta do governo Bolsonaro, a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca foi liberada para uso emergencial ontem no Reino Unido. A decisão da agência reguladora britânica dá força à aprovação do imunizante no Brasil – ele deve ter o uso emergencial pedido na Anvisa pela Fiocruz na semana que vem. No caderno Política, o governo ignorou as restrições da Lei das Agências Reguladoras (13.848/19) e indicou o político mineiro Arnaldo Silva Júnior, ex-deputado estadual, do DEM, para a diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Silva Júnior lidera os democratas em Uberlândia e é assessor do gabinete do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), que é herdeiro de empresas de ônibus. Em Esportes, após repercussão negativa em todo o mundo de festa para 150 pessoas organizada em Mangaratiba, no litoral do Rio, jogador decidiu passar o ano-novo com amigos e familiares em Balneário Camboriú, Santa Catarina, de acordo com seus auxiliares.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.