As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

´Notícia No Seu Tempo´: STF proíbe prisão após 2ª instância, regra do pré-sal pode mudar e pela F-1, Interlagos aposta em concessão

Emanuel Bomfim

08 de novembro de 2019 | 05h00

* Por Adriana Cimino e Alessandra Romano

Na edição desta sexta-feira (08), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Política, o STF decidiu ontem derrubar a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, medida considerada um dos pilares da Operação Lava Jato. Em um julgamento que se estendeu por quatro dias e cinco sessões plenárias, a Corte entendeu, por 6 votos a 5, que um condenado tem o direito de aguardar em liberdade até o fim de todos os recursos. A decisão abre caminho para a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O voto de desempate do julgamento foi dado pelo presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli. Dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) indicam que 4.895 presos podem ser beneficiados pela decisão da Corte. No caderno de Economia, a ausência das grandes petroleiras estrangeiras pelo segundo dia consecutivo foi entendida pelo governo como sinal de que o regime de partilha nos leilões de petróleo se esgotou. A intenção agora, segundo o ministro Paulo Guedes (Economia), é adotar nas áreas de petróleo do pré-sal o regime de concessão, utilizado desde 1999 para campos localizados no pós-sal. Ontem, a Petrobrás comprou apenas um bloco, com chineses. Em Esportes, prefeitura de São Paulo aposta na concessão do autódromo à iniciativa privada para renovar contrato com a F-1 até 2030.

Ouça no player abaixo:

Tendências:

  • Novembro Azul: entenda a campanha de prevenção do câncer de próstata
  • DPVAT: o que é e como funciona o seguro obrigatório?
  • Yuval Harari: “Algoritmos entendem você melhor do que você mesmo se entende”