O que podemos esperar do 5G no Brasil? Ouça no ‘Estadão Notícias’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O que podemos esperar do 5G no Brasil? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

29 de julho de 2019 | 06h00

O 5G dá sinais de que deve chegar ao Brasil nos próximos anos. O governo promete para 2019 um leilão que irá vender as frequências que receberão a nova tecnologia. A quinta geração de internet promete revolucionar a vida das pessoas. Por exemplo, será possível implantar aquilo que se conhece por cidades inteligentes, que utilizam a tecnologia para promover o bem-estar dos moradores. Isso é possível, pois a diferença de velocidade entre o 4G e o 5G é muito grande. Mas, como toda nova a tecnologia, o 5G chega driblando mitos e com varias questões a serem resolvidas antes da sua implantação.

O programa de hoje traz uma conversa com o editor do Link, Bruno Capelas, sobre essa nova tecnologia e seus pontos positivos e negativos.

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Foto: Ross D. Franklin/AP

Tendências:

  • Novembro Azul: entenda a campanha de prevenção do câncer de próstata
  • DPVAT: o que é e como funciona o seguro obrigatório?
  • Yuval Harari: “Algoritmos entendem você melhor do que você mesmo se entende”