Óleo nas praias do Nordeste: não vai ter fim? Podcast ‘Estadão Notícias’ analisa o assunto
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Óleo nas praias do Nordeste: não vai ter fim? Podcast ‘Estadão Notícias’ analisa o assunto

Emanuel Bomfim

23 de outubro de 2019 | 06h00

O avanço de óleo pelo litoral do Nordeste brasileiro não parece estar próximo de acabar, a ponto do governo já estudar decretar estado de emergência ambiental. Toneladas e toneladas do poluente têm sido retiradas, mas ainda com resultados irregulares. Em entrevista ao Estadão, o comandante da Marinha comparou o óleo em praias a um ‘bombardeio’.

As ações de contenção promovidas pelo governo Bolsonaro foram falhas até agora? De que maneira as Forças Armadas, em especial a Marinha, tem atuado para descobrir a origem e autoria do problema? Edição de hoje discute a crise ambiental na costa brasileira com a participação do repórter especial Roberto Godoy e do repórter André Borges.

 

Confira ainda uma conversa com a repórter especial Renata Cafardo, que hoje lança uma minissérie em podcast, dividido em quatro capítulos, sobre os exemplos bem sucedidos de alfabetização no Brasil.

 

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

(Foto: Governo da Bahia)

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.