PMs podem virar exército paralelo de Bolsonaro? Ouça no ‘Estadão Notícias’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PMs podem virar exército paralelo de Bolsonaro? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

10 de junho de 2020 | 06h00

Após as manifestações pró e contra o governo Bolsonaro, as polícias militares têm sido acusadas de “escolher” um lado, ou seja, teriam protegido os chamados “bolsonaristas” e agido com maior repressão com os opositores do presidente. Diversos vídeos que circulam pelas redes sociais mostram reações violentas das PMs em atos intitulados “pró-democracia”. As instituições se defendem e afirmam que não existe partidarismo ou ideologia a favor de um político dentro das corporações. Afinal, existe um grupo dentro da Polícia Militar, formado por apoiadores de Jair Bolsonaro? A PM tem agido por conta própria nas manifestações?

Na edição de hoje, conversamos sobre esse assunto com José Vicente, coronel da reserva da PM de São Paulo e ex-secretário Nacional de Segurança Pública, e com Renato Sérgio de Lima, professor do Departamento de Gestão Pública da FGV e Diretor Presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. No quadro “Fique em Casa”, Renata Cafardo entrevista o “cabelereiro das estrelas”, Wanderley Nunes. sobre como está encarando o período de quarentena e autoisolamento.

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: