Podcast: A cura do HIV está próxima?

Podcast: A cura do HIV está próxima?

Uesley Durães, especial para o Estadão

29 de julho de 2022 | 00h10

Nesta semana, um grupo de médicos anunciou que um homem de 66 anos se curou do HIV após 40 anos de convívio com o vírus. O caso, o quarto registrado até então, traz esperança para as mais de 37 milhões de pessoas que vivem com a doença em todo o mundo, segundo a Unaids, Programa Conjunto da ONU sobre HIV/Aids.

A pessoa curada foi submetida a um transplante de medula óssea para tratar de uma leucemia. Seu doador era resistente ao vírus, o que tornou os níveis de HIV do portador transplantado indetectáveis. Ao todo, exames foram feitos durante 17 meses, o que comprovaram a cura fundamentada do homem. Ele agora é conhecido como City of Hope (Cidade da Esperança), nome do hospital em que foi tratado em Duarte, na Califórnia.

Em 2011, na  Alemanha, Timothy Brown se tornou o primeiro portador do vírus a se curar. Recentemente, os casos de uma argentina e uma norte-americana que, sem uso de coquetel ou medicamentos, também conseguiram controlar o vírus, chamam a atenção da comunidade.

Para entender melhor esses casos de cura, e a perspectiva em torno de um tratamento contra a Aids, convidamos o infectologista David Uip, secretário de Ciência, Pesquisa e Desenvolvimento em Saúde do Estado de São Paulo, para o Estadão Notícias desta sexta-feira, dia 29.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Gustavo Lopes

Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg, Gabriela Forte e Uesley Durães.

Montagem: Moacir Biasi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.