Podcast: A reação de Bolsonaro nas pesquisas e o vexame dos militares

Gustavo Lopes Alves

05 de agosto de 2022 | 00h10

O Ministério da Defesa passou por um momento, no mínimo, delicado, nesta semana, ao enviar um ofício “urgentíssimo” ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para ter acesso ao código-fonte das urnas eletrônicas, como parte da fiscalização do sistema.

No entanto, a pasta não contava que esse acesso já havia sido liberado em outubro do ano passado. Ou seja, desde essa data, as Forças Armadas não enviaram especialistas para fazer esse trabalho. Passado o vexame, os militares começaram a inspecionar o sistema das urnas, nesta quarta-feira.

Enquanto isso, Jair Bolsonaro (PL) continua atacando a “Carta em Defesa da Democracia”, que já tem mais de 700 mil signatários entre empresários, políticos, juristas e membros da sociedade civil. Em entrevista à Rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul, o presidente chamou o documento de “cara de pau” e “sem caráter”.

Mas nem só de ataques vive o presidente, que teve uma boa notícia trazida pela pesquisa Genial/Quaest, que mostrou a diferença de Lula diminuir de 14 para 12 pontos. Além disso, caiu a porcentagem de quem avalia negativamente o seu governo.

Esses são os assuntos que guiam nossa conversa quinzenal do “Poder em Pauta” com os jornalistas que acompanham o dia a dia da política. Participam no episódio de hoje do ‘Estadão Notícias’, Pedro Venceslau, de São Paulo, e Felipe Frazão, diretamente da capital federal.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim

Produção/Edição: Gustavo Lopes e Gabriela Forte.

Sonorização/Montagem: Moacir Biasi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.