Podcast: Auxílio Brasil turbinado: qual o peso para economia e eleição?

Podcast: Auxílio Brasil turbinado: qual o peso para economia e eleição?

Daniel Vila Nova, especial para o Estadão

27 de junho de 2022 | 00h10

A cerca de três meses da eleição presidencial e estacionado nas pesquisas, Jair Bolsonaro tenta, a todo custo, emplacar uma agenda positiva junto aos mais pobres. Após os escândalos de corrupção no Ministério da Educação (MEC), o presidente coloca todas as suas fichas no Auxílio Brasil, o antigo Bolsa Família, para conquistar eleitores e diminuir a diferença de intenções de voto para o ex-presidente Lula. A promessa é aumentar o valor do benefício social de R$ 400 para R$ 600. Porém,  a concretização do plano não é tão simples assim.

Para começar, há problemas na atual gestão do Auxílio Brasil. Cerca de 5,3 milhões de pessoas que têm o direito de receber o benefício não estão conseguindo acessá-lo. Além disso, a conjuntura econômica, tomada por inflação e desemprego, tem levado mais gente para a pobreza. Isso se reflete em índices como o da insegurança alimentar, que mostrou que cerca de 33 milhões de brasileiros não têm o que comer.

O aumento no valor do Auxílio, além de seu caráter eleitoreiro, também encontra empecilhos jurídicos, visto que a legislação eleitoral, no ano em que se realizam as eleições, proíbe a distribuição gratuita de bens ou benefícios pela administração pública.

O líder do governo no Senado, Carlos Portinho (PL-RJ), afirmou que a ideia é incluir o aumento do Auxílio Brasil na PEC dos Combustíveis. Para tentar fechar a conta, a compensação a Estados que reduzissem o ICMS sobre o diesel e o gás de cozinha seria retirada da proposta. Para piorar, o reajuste no Auxílio deve extrapolar o já furado teto de gastos.

No episódio desta segunda-feira, 27, do ‘Estadão Notícias’, conversa com a repórter de Economia do Estadão e colunista da Rádio Eldorado, Adriana Fernandes, e com o advogado e cientista político Marcelo Issa, diretor do Transparência Partidária, para entender qual é o preço econômico e político- eleitoral do Auxílio Brasil para o governo Bolsonaro.

O ‘Estadão Notícias’ está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim

Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg, Gabriela Forte e Daniel Vila Nova

Montagem: Moacir Biasi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.