Podcast: China: os riscos para uma economia entre a guerra e a covid

Podcast: China: os riscos para uma economia entre a guerra e a covid

Por Jefferson Perleberg

17 de março de 2022 | 00h10

A China é, sem dúvidas, a maior aliada da Rússia em termos de cooperação internacional e relacionamento externo. No entanto, a guerra na Ucrânia tem colocado em xeque essa amizade. Por enquanto, a China se mantém neutra em relação ao conflito. Mas, nos bastidores, Xi Jinping teme que as sanções impostas para a Rússia possam atingir também o território chinês.

O maior receio da China ao apoiar Moscou é prejudicar seus laços econômicos com a Europa e os Estados Unidos. Embora a China e a Rússia estejam alinhadas contra a estrutura da Otan, o relacionamento sofreu abalos desde a invasão da Ucrânia por Vladimir Putin. Até por isso, o governo chines é cotado para intermediar um acordo de paz entre russos e ucranianos.

Agora, um outro componente começa a atrapalhar a economia chinesa. Quase 30 milhões de pessoas foram confinadas no país, essa semana, depois do registro do maior surto de Covid-19 em dois anos. 

No episódio desta quinta-feira, 17, vamos falar sobre os impactos da guerra e da covid na China, e como isso pode afetar a economia mundial, com Livio Ribeiro, pesquisador do Ibre/FGV e sócio da consultoria BRCG. E vamos conversar sobre a nova onda na China e o surgimento da Deltacron, com Renato Kfouri, infectologista e membro do Departamento de Imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Gustavo Lopes

Produção/Edição: Jefferson Perleberg e Ana Paula Niederauer

Montagem: Carlos Valério

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.