Podcast: ‘Russofobia’: as sanções travestidas de preconceito

Podcast: ‘Russofobia’: as sanções travestidas de preconceito

Por Jefferson Perleberg

10 de março de 2022 | 00h10

À medida que a guerra na Ucrânia avança, os países do Ocidente vão ampliando suas sanções contra a Rússia. O presidente norte-americano, Joe Biden, proibiu as importações de petróleo e gás natural da Rússia, apesar do cessar-fogo momentâneo para um corredor humanitário no país. E o Reino Unido foi na mesma linha e decidiu encerrar até o final do ano a importação de petróleo russo. 

Muitas das sanções devem impactar não só o governo russo, mas também a população. As operadoras de cartão de crédito Visa e Mastercard suspenderam as operações na Rússia. A Visa informou, através de nota, que cartões desta bandeira no país vão deixar de operar fora da Federação Russa:

O problema é que essas sanções trouxe à tona um outro problema grave que já está sendo chamado de “russofobia”, ou preconceito contra os russos. O Festival de Cannes informou que não vai aceitar a presença de delegações oficiais da Rússia. Os teatros cancelaram concertos que são regidos por músicos russos. E até a gastronomia entrou na história. O bar “Dona Onça”, em São Paulo, chegou a retirar o strogonoff do cardápio.

No episódio do podcast desta quinta-feira, 10, discutimos as novas sanções à Rússia com Hussein Kalout, professor de Relações Internacionais, conselheiro internacional do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI) e professor em Harvard. E sobre os impactos culturais para o mundo com os inúmeros “cancelamentos” do legado russo, convidamos para uma conversa o jornalista, tradutor, autor do livro “Como Ler os Russos” (editora Todavia), Irineu Franco Perpétuo.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim

Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Ana Paula Niederauer

Montagem: Carlos Valério

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.