Por que morrem mais crianças no Brasil por covid? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Por que morrem mais crianças no Brasil por covid? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

07 de junho de 2021 | 00h10

O Brasil conquistou mais um título macabro: o do segundo país com mais mortes de crianças por covid-19. Desde março do ano passado, 948 crianças de zero a nove anos perderam a vida para o coronavírus no País. A cada um milhão de crianças de zero a nove anos existentes no Brasil, 32 perderam a vida para a covid.

Na Europa, por exemplo, o Reino Unido e a França registraram apenas quatro mortes de crianças de zero a nove anos. As vizinhas Argentina e Colômbia tiveram 12 e 13 mortes por milhão, respectivamente.

De acordo com dados do Ministério da Saúde compilados pelo Estadão, 56,8% das crianças mortas pela covid no Brasil eram negras, 21,8% das vítimas eram brancas e 15,9% não tiveram a raça indicada. Apesar de representarem apenas 0,5% da população brasileira, 4,6% das crianças que perderam a vida para a covid no Brasil eram indígenas. A região Nordeste foi a que registrou mais mortes de crianças no País.

No episódio de hoje, vamos ouvir alguns depoimentos de pais que perderam seus filhos, especialistas, e conversar com os repórteres do Estadão, Mariana Hallal e Bruno Luiz, que compilaram esses dados de mortes de crianças no Brasil pelo novo coronavírus.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim

Produção/Edição: Gustavo Lopes,  Julia Corá e Ana Paula Niederauer

Sonorização/Montagem: Moacir Biasi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.