Reinfectados pela covid: o que muda com a descoberta? Ouça no ‘Estadão Notícias’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Reinfectados pela covid: o que muda com a descoberta? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

26 de agosto de 2020 | 00h05

O mundo se depara com mais uma descoberta sobre o novo coronavírus: o fato dele poder reinfectar um paciente que já foi acometido pela doença. O primeiro caso registrado no mundo foi de um homem, de 33 anos, que mora em Hong Kong. Ele havia se curado em abril, mas testou positivo novamente no início de agosto. Outros dois casos também tiveram confirmação na Holanda e Bélgica. No Brasil, a USP e a Fiocruz investigam cerca de 20 pacientes que também podem ter sido reinfectados com a Covid-19. A OMS se manifestou, e disse que é preciso ter cautela com essa nova informação.

Afinal, o que a reinfecção muda nos protocolos de segurança já existentes? Uma imunidade menor contra o novo coronavírus interfere no desenvolvimento de vacinas? Na edição de hoje, conversamos com a repórter do Estadão, Roberta Jansen, que fala sobre os casos suspeitos no Brasil, e com os infectologistas Hélio Bacha, do Albert Einstein, e Jorge Kalil, da faculdade de Medicina da USP.

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: