Sai Pazuello, entra Queiroga: o que muda? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Sai Pazuello, entra Queiroga: o que muda? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Por Barbara Rubira

16 de março de 2021 | 00h10

O Ministério da Saúde terá seu quarto ministro na gestão Bolsonaro. O escolhido é o médico Marcelo Queiroga, atual presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia.  No fim de semana, saiu a notícia da troca de Eduardo Pazuello, com reuniões com possíveis substitutos acontecendo em Brasília.

Inicialmente, o nome mais cotado era o da cardiologista Ludhmila Hajjar, que se reuniu com Bolsonaro no domingo. Ao longo do fim de semana, a médica sofreu ataques de bolsonaristas por seus posicionamentos a favor de medidas de prevenção da covid-19 e contra medicamentos como a cloroquina e a ivermectina, que não tem eficácia contra a doença. Ontem, ela anunciou sua recusa ao convite para assumir o ministério por “motivos técnicos”.

No episódio de hoje, conversamos com o repórter do Estadão em Brasília Mateus Vargas, que acompanhou de perto as articulações para a substituição de Pazuello. Para analisar o cenário, contamos com o cientista político da Tendências Consultoria Rafael Cortez.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim

Produção/Edição: Gustavo Lopes, Ana Paula Niederauer e Bárbara Rubira

Sonorização/Montagem: Moacir Biasi

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.