Se fake news fosse poluição, eleição seria pico de aquecimento global; ouça no ‘Estadão Notícias’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Se fake news fosse poluição, eleição seria pico de aquecimento global; ouça no ‘Estadão Notícias’

Diego Henrique de Carvalho

05 Novembro 2018 | 06h00

Por Carolina Ercolin

O que o Brasil aprendeu nas eleições das fake news? O balanço após um processo profundo, doloroso e histórico não é uma questão fechada. As primeiras pistas indicam que o País sai fortalecido, porém ferido e cheio de lições de casa para fazer. Além do suposto envolvimento de empresas na compra de pacotes de disparos em massa de mensagens no WhatsApp para atingir partidos, o debate foi marcado pela agressividade na produção de informações camufladas de notícias.

A presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo (Projor), Angela Pimenta, conecta fake news a um problema global. “Se a mentira com fins eleitorais pode ser comparada a lixo, a poluição digital, nós estamos diante de um fenômeno cujo tamanho talvez possa ser comparado ao aquecimento global. E os momentos de pico são justamente as campanhas eleitorais”, analisa.

Ainda nesta edição, Jamil Chade, correspondente do Estado em Genebra, na Suíça, revela como a Europa enfrenta o problema ao banir o termo fake news dos documentos oficiais do governo britânico.

Presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo (Projor), Angela Pimenta. Foto: Alice Vergueiro

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

O ‘Estadão Notícias’ é um dos poucos podcasts disponibilizados na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.