Segurança Pública precisa de ministério? Ouça no ‘Estadão Notícias’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Segurança Pública precisa de ministério? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

16 de julho de 2020 | 01h05

Após o pedido de demissão do ex-ministro Sérgio Moro, o governo federal pensa em recriar o Ministério da Segurança Pública. Hoje, a pasta está atrelada ao Ministério da Justiça, uma das imposições do ex-juiz para integrar o governo. Existe uma pressão por parte de representações das polícias militares e parlamentares da chamada “bancada da bala” para que a categoria tenha uma maior representatividade no Executivo. O problema é que, como em todo ministério deste governo, há uma briga das diferentes alas pela pasta. Pessoas ligadas à segurança pública desejam que o titular tenha integrado a PM; os militares das Forças Armadas também sonham com a pasta; e não se pode esquecer da influência da ala ideológica.

Afinal, por que recriar o Ministério da Segurança Pública? Uma pasta dedicada somente a esta área, pode ajudar a resolver o problema da violência no País? Na edição de hoje, conversamos sobre o assunto com o repórter do Estadão, em Brasília, Felipe Frazão, e com o presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima.

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: