Sem ministro: Educação brasileira à deriva; ouça no ‘Estadão Notícias’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sem ministro: Educação brasileira à deriva; ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

02 de julho de 2020 | 06h00

Uma das pastas que mais tem sofrido com o embate ideológico dentro do governo Bolsonaro é a da Educação. Recentemente, por pressão da opinião pública e de militares que integram a equipe do presidente, Abraham Weintraub, da “ala olavista”, foi exonerado. Com a retomada da influência dentro do MEC, os militares escolheram o economista Carlos Alberto Decotelli. No entanto, as divergências das informações que constam no seu currículo, inclusive com acusações de plágio, fizeram com que o novo titular da Educação pedisse demissão. A tendência, agora, é que a disputa entre os grupos se acirre para a indicação de um novo nome.

Afinal, quem ganhará o “braço de ferro” pelo Ministério da Educação? E como ficam os problemas que a pasta tem que enfrentar como o Enem e a volta às aulas pós-pandemia? Na edição de hoje, conversamos sobre o assunto com a repórter especial do Estadão, Renata Cafardo, e com o professor da Faculdade de Educação da USP, Ocimar Munhoz Alavarse.

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: