O superpedido de impeachment e a corrupção na Saúde; ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

01 de julho de 2021 | 00h10

Partidos políticos, parlamentares e entidades da sociedade civil protocolaram nesta quarta-feira (30), na Câmara dos Deputados, o chamado “superpedido” de impeachment do presidente Jair Bolsonaro. O documento tem 46 signatários e unifica argumentos apresentados nos outros 123 pedidos de impeachment já apresentados à Câmara.

A vacina, que poderia ser uma tábua de salvação do governo federal, se tornou a grande pedra no sapato do presidente Jair Bolsonaro. O motivo, agora, não é apenas o atraso na aquisição dos imunizantes, mas a suspeita de que houve tentativa de corrupção por parte de membros do Ministério da Saúde e políticos ligados ao líder do executivo.

A primeira denúncia veio de um deputado apoiador do governo, Luís Cláudio Miranda (DEM-DF) e do seu irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luís Ricardo Miranda. De acordo com eles, houve um contato com o presidente Jair Bolsonaro para comunicar suspeita de fraude na ordem de pagamento da vacina indiana Covaxin, negociada pela empresa Precisa. Como resposta, ouviram que o caso seria enviado à Polícia Federal, o que não ocorreu.

Agora, o governo enfrenta mais uma denúncia em que o diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, cobrou propina para negociar a compra do imunizante da AstraZeneca. Após a revelação, o ministro Marcelo Queiroga exonerou o funcionário, que havia sido indicado pelo líder do governo, deputado Ricardo Barros (PP-PR).

Enquanto isso, uma comissão especial na Câmara dos Deputados deu parecer favorável à proposta de emenda à Constituição (PEC) que estabelece o voto impresso nas eleições. Pelo menos 11 partidos políticos e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) são contrários à adoção do voto impresso, defendido por Bolsonaro.

Esses são os temas que guia nossa conversa quinzenal do “Poder em Pauta” com os repórteres que acompanham o dia a dia da política, em Brasília. Participam no episódio de hoje do Estadão Notícias Vera Rosa e Felipe Frazão, diretamente da capital federal.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim

Produção/Edição: Gustavo Lopes, Ana Paula Niederauer, Jefferson Perleberg e Júnior Moreira Bordalo.

Sonorização/Montagem: Moacir Biasi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.