Bandeira LGBT é hasteada no Consulado dos Estados Unidos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bandeira LGBT é hasteada no Consulado dos Estados Unidos

Símbolo do movimento gay ficará hasteado por uma semana. Diplomata veio ao Brasil discutir direitos do público LGBT

Fabio Grellet

09 de junho de 2015 | 18h35

O diplomata norte-americano Randy Berry, que desempenha a função de enviado especial do governo dos Estados Unidos para direitos humanos da população LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e travestis, na sigla em inglês), hasteou na tarde desta terça-feira (9) a bandeira arco-íris, um dos símbolos mais conhecidos do movimento, ao lado da bandeira dos Estados Unidos no Consulado Geral dos Estados Unidos no Rio de Janeiro, na região central da cidade. Ela ficará hasteada por uma semana.

bandeiragay

Diplomata hasteia bandeira arco-íris no Consulado dos EUA no Rio (Foto: Fábio Motta)

O diplomata, que tem marido e dois filhos de 2 e 3 anos, está em viagem pela América Latina e pelo Caribe neste mês de junho (considerado Mês do Orgulho LGBT) para discutir direitos humanos dessa população e de outros grupos historicamente marginalizados.
No Brasil ele passou por Brasília, São Paulo (onde participou da Parada Gay, no último domingo) e pelo Rio. Ao chegar à capital fluminense, nesta terça, ele esteve na Cidade de Deus (comunidade da zona oeste do Rio), passou pelo Consulado, onde hasteou a bandeira, e depois participou de uma mesa redonda para debater os direitos do público LGBT.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: