Bares do Rio vão se tornar Embaixadas da Cachaça em 2016
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bares do Rio vão se tornar Embaixadas da Cachaça em 2016

Nos estabelecimentos participantes de projeto, funcionários treinados vão oferecer orientações sobre características da bebida

Fabio Grellet

15 Setembro 2015 | 08h30

Durante um ano, de outubro de 2016 a setembro de 2017, a cidade do Rio de Janeiro vai ganhar o programa “Embaixadores da Cachaça”. Funcionários de bares e outros estabelecimentos comerciais habitualmente frequentados por turistas vão ganhar treinamento para oferecer aos visitantes informações detalhadas sobre a cachaça, segundo explica Katia Espírito Santo, presidente da Associação de Produtores de Cachaça do Estado do Rio (Apacerj), responsável pelo projeto em parceria com o Serviço de Apoio às Pequenas e Micro Empresas (Sebrae) e a Secretaria Estadual de Turismo.

“O objetivo é dar oportunidade aos turistas, nacionais e estrangeiros, para que experimentem a bebida nacional e conheçam suas peculiaridades, os diferentes tipos, os sabores variados”, diz Katia. “Hoje há cachaças muito nobres, que precisam ser mais conhecidas”.

Segundo a dirigente da Apacerj, o programa deve ser encampado por “entre cinco e dez estabelecimentos”, todos no município do Rio.

 

Foto pinga

Projeto prevê que bares terão funcionários especializados em orientar clientes a respeito das opções de cachaças (Foto: Divulgação)

 

O projeto foi divulgado nesta segunda (14), no Palácio Guanabara (sede do governo estadual do Rio, em Laranjeiras, na zona sul), durante jantar em comemoração ao Dia Nacional da Caçhaça, comemorado neste domingo (13).

Outro projeto que está sendo desenvolvido é de construção de um Museu da Cachaça, no Estado do Rio. Por enquanto não há data nem local selecionados para a atração.