As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com samba, réveillon de Copacabana terá a Olimpíada como tema

Espetáculo terá 16 minutos de fogos e dois palcos; prefeitura projeta dois milhões de pessoas na festa da virada

Redação

03 Dezembro 2015 | 20h13

Por Constança Rezende

A festa do réveillon de Copacabana, na zona sul do Rio, terá como tema neste ano a Olimpíada de 2016. Serão 16 minutos de queima de fogos, nas cores verde, violeta e laranja. O evento será embalado no palco principal pelo ritmo do samba, cujo primeiro registro, a canção “Pelo Telefone”, de Donga e Mauro de Almeida, completará 100 anos em 2016. A prefeitura espera cerca de dois milhões de pessoas na praia. De acordo com estimativas da Riotur, empresa pública de turismo, o Rio deverá receber 857 mil turistas no período, que movimentarão a economia carioca com US$ 686 milhões.

Segundo levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro(ABIH/RJ), a ocupação hoteleira em Copacabana e no Leme (canto esquerdo da mais famosa praia do Rio) já estava em torno de 83% em meados de novembro. Ipanema e Leblon também já registram 88%. Os números ainda devem crescer com as procuras de última hora.

Ao todo serão 12 apresentações no evento, além de DJs, que darão início aos festejos nas areias de Copacabana às 18h. Entre os destaques da maior festa a céu aberto do mundo, estarão os cantores Zeca Pagodinho, Diogo Nogueira, Arlindo Cruz, Dudu Nobre e Jorge Ben Jor. O compositor Gabriel Moura fará a abertura da noite, no palco principal, em frente ao Hotel Copacabana Palace. Em seguida, Ben Jor se apresentará.

Após a queima de fogos, será a vez de Zeca Pagodinho. O encerramento terá a bateria da escola de samba Beija Flor, campeã do Carnaval 2015. O palco principal trará pela primeira vez um espetáculo teatral como parte das atrações do réveillon, “SamBRA, o musical -100 anos de samba”. A apresentação tem como protagonista Diogo Nogueira.

No segundo palco, em frente à Rua Santa Clara, quem iniciará os trabalhos é a banda de folk rock Suricato. A segunda atração será a sambista Thaís Macedo, seguida de Arlindo Cruz e, após os fogos, Dudu Nobre.

O espetáculo de fogos homenageará a mistura de raças e o espírito olímpico. Ao final, o rufar de dois mil tambores acompanhará o momento em que o céu de Copacabana será iluminado pela cor branca, em uma mensagem de paz. A sequência terá trilha sonora desenvolvida para a chegada de 2016, composta pelos compositores Beto Villares e Antonio Pinto, também autores da trilha sonora das cerimônias olímpicas.