As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Desfile das escolas de samba do Rio terá 13 jurados estreantes

Os 36 jurados responsáveis por analisar 9 quesitos vão ocupar 4 cabines ao longo do sambódromo. Menor nota será descartada

Fabio Grellet

10 de fevereiro de 2015 | 17h58

A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa) definiu, por sorteio, onde vão ficar, ao longo do sambódromo, os 36 jurados responsáveis por avaliar as 12 escolas de samba do Grupo Especial carioca, nos dias 15 e 16 de fevereiro.
Os jurados são distribuídos entre quatro módulos (cabines), nos setores 3, 6, 8 e 10. Em cada módulo ficam nove jurados, um por quesito (alegorias e adereços, bateria, comissão de frente, enredo,evolução, fantasias, harmonia, mestre-sala e porta-bandeira e samba-enredo). As notas vão de 9 a 10, com variação decimal (9,1; 9,2; etc). A menor nota de cada quesito será descartada.
Dos 36 jurados, 13 são estreantes. Foi a maior troca de jurados dos últimos dez anos, provocada principalmente por reclamações da Beija-Flor. A agremiação de Nilópolis (Baixada Fluminense) se sentiu injustiçada com o sétimo lugar que conquistou em 2014 com um enredo sobre o empresário de TV José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni.
Todos os quatro julgadores de samba-enredo foram substituídos. Três dos quatro jurados de fantasias também vão estrear. O quesito alegorias e adereços terá dois novos juízes; enredo terá outros dois; e evolução, um jurado estreante.
Desse grupo que vai julgar o desfile pela primeira vez, quatro jurados ficarão no primeiro módulo e três em cada um dos demais.

Tudo o que sabemos sobre:

carnaval Riodesfilejuradossambódromo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.