As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jazz fecha carnaval no Centro antigo do Rio, em ritmo de Mardi Gras

Festival reúne, desde sábado, músicos de seis países, além do Brasil, dedicados ao ritmo; grupo de New Orleans fecha evento

Redação

09 de fevereiro de 2016 | 18h57

Por Fernanda Nunes

O carnaval do Rio de Janeiro tem samba, mas também tem jazz. Desde sábado, músicos de seis diferentes países, além do Brasil, se reúnem na Rua do Lavradio, no Centro carioca antigo e boêmio, para participar do Lavradio Jazz Fest. Pelo palco, já passaram bandas dos Estados Unidos, Honduras, Israel, Reino Unido, Islândia e Suíça. A programação, porém, se encerra nesta terça-feira, 9, com a Orleans Original Jazz Band, que começou a tocar às 16 horas e prossegue animando a festa até as 20 horas, em ritmo de Mardi Gras, o típico carnaval da cidade de New Orleans (EUA).

“Gosto do samba, mas gosto do jazz também, um prazer não inviabiliza o outro”, disse o economista André nascimento, 53 anos, que, sentado a mesa de um restaurante em frente ao palco, assistia ao festival neste último dia de carnaval ao show junto da família.

O evento não era exclusivo aos clientes dos bares e restaurantes locais. De pé, dezenas pessoas dançaram ao som de jazz, nos últimos quatro dias, muitos deles fantasiados e prontos para cair na folia por onde passassem, aproveitando as oportunidades de diversão gratuita oferecidas pela cidade.

“Essa é a minha quinta parada hoje (terça-feira) para pular o carnaval carioca. Só que agora o ritmo é mais lento, o que é bom, depois de tantos dias de blocos e sol quente”, contou a publicitária mineira Sandra Soares, 37 anos, que participou do festival acompanhada de amigos.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

carnavalJazzRio de Janeiro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: