As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Madureira conquista Taça Rio e incomoda os ‘grandes’

Para chegar ao posto atual, a equipe conduzida pelo técnico Toninho Andrade tem mostrado bons números em setores variados.

Ronald Lincoln Jr.

25 Março 2015 | 18h03

O empate por 1 a 1 com o Bonsucesso na tarde desta quarta-feira rendeu ao Madureira o título da Taça Rio, competição à parte dentro do Campeonato Carioca que considera apenas as equipes de menor investimento. A Federação de Futebol do Rio (Ferj) vai recompensar  o time com R$400 mil pela conquista.

Se entre os ‘menores’ o Madureira é destaque, diante dos ‘grandes’ não é diferente. O modesto Tricolor Suburbano iniciou a rodada, que começou nesta quarta, desbancando nada menos que Flamengo,Vasco e Fluminense na classificação, ostentando a vice-liderança do campeonato – atrás só do Botafogo.

Para chegar ao posto atual, a equipe conduzida pelo técnico Toninho Andrade tem mostrado bons números em setores variados. Tem 17 gols de saldo, o segundo melhor – o Botafogo tem 18.  Sofreu apenas um gol a mais que o Vasco – detentor da melhor defesa da competição, com apenas cinco gols sofridos. Além disso, perdeu só uma vez no campeonato, na segunda rodada. Dessa forma, mantém a maior sequência invicta – dez jogos.

Outro trunfo do Madureira é o atacante Rodrigo Pinho, que já está despertando o interesse de clubes grandes. Ao marcar o gol do empate sobre o Bonsucesso, ele chegou a nove gols, liderando a artilharia do campeonato.

O retrospecto apresentado até aqui credencia o time como sério candidato às semifinais. Se o Fluminense não abrir o olho nesta reta final, é sério candidato a ficar de fora.