As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mais de 3.000 motoristas podem perder a CNH no Rio

Detran notificou 3.209 pessoas flagradas dirigindo alcoolizadas, que têm 30 dias para recorrer, sob risco de perder a carteira por um ano

Fabio Grellet

22 Outubro 2015 | 17h06

O Departamento de Trânsito do Estado do Rio (Detran-RJ) notificou nesta quinta-feira (22), por meio do Diário Oficial do Estado, 3.209 motoristas que foram flagrados alcoolizados dirigindo automóveis. Os flagrantes foram realizados durante blitze da Lei Seca, em todo o Estado do Rio.
A partir da notificação, os motoristas têm o prazo de 30 dias para apresentar suas defesas às Juntas Administrativas responsáveis por receber os recursos de infrações. Quem não recorrer ou tiver suas alegações rejeitadas em segunda instância sofrerá um processo para ter suspensa a carteira de habilitação por até um ano. Em caso de reincidência no período de 12 meses, sofrerão outro processo, desta vez para cassar a habilitação.
No último dia 15, outros 6.794 condutores também flagrados dirigindo sob o efeito de álcool ou drogas foram avisados por meio do Diário Oficial para que formulem suas defesas prévias. Esses estão num estágio anterior, de primeira instância, e devem recorrer no prazo de 15 dias.