As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Rio tem nesta sexta o terceiro dia mais quente dos últimos 100 anos

Termômetros do Inmet na zona oeste chegaram a 42,8°C, só 0,4°C menor que o recorde histórico. Sábado terá tempo nublado

Fabio Grellet

16 Outubro 2015 | 18h57

O Rio de Janeiro registrou ontem 42,8°C, a terceira maior temperatura dos últimos cem anos – desde 1915, quando a medição começou a ser feita pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A marca foi registrada às 15 horas, em Santa Cruz, bairro na zona oeste.

 

A temperatura é 0,4°C menor do que o recorde histórico: em 26 de dezembro de 2012, também em Santa Cruz, o Inmet registrou 43,2°C. A segunda maior marca foi anotada em Bangu (zona oeste), em 14 de janeiro de 1984: 43,1°C.

 

Até ontem, a maior temperatura de 2015 – 42,1ºC – havia sido registrada na própria quinta-feira (15), na Marambaia (zona oeste) Essa marca foi superada duas vezes ontem: primeiro ao meio-dia, na Marambaia, quando os termômetros chegaram a 42,4°C, e depois com os 42,8°C alcançados em Santa Cruz à tarde.

 

As praias ficaram lotadas, assim como o Parque de Madureira, na zona norte. O parque ganhou uma praia artificial na última segunda-feira, mas, anteontem, as cascatas foram desligadas para manutenção. Os frequentadores reclamaram da falta de água. Ontem, o fornecimento foi regularizado e muita gente pode se refrescar.

 

O tempo deverá mudar neste fim de semana. A massa de ar seco que causou o calor se distanciou do Rio e uma frente fria chegará do Sul, refrescando a cidade e podendo causar chuva ainda hoje. O tempo fica nublado durante todo o dia, com possibilidade de pancadas de chuva a qualquer hora. Segundo o Inmet, a temperatura deverá variar de 21°C a 28°C.

 

No domingo, a temperatura continuará caindo, devendo variar de 14°C a 25°C. Um ciclone extratropical causará agitação do mar, que poderá ter ondas com até três metros de altura.

 

Praias limpas. Catorze praias das zonas sul e oeste do Rio oferecem condições de banho, segundo boletim de balneabilidade divulgado ontem pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão do governo do Estado. As praias liberadas são Barra de Guaratiba, Grumari, Prainha, Pontal de Sernambetiba, Recreio, Joatinga (todas na zona oeste), Pepino, Vidigal, Ipanema, Arpoador, Diabo, Copacabana, Leme e Vermelha (zona sul). Estão impróprias as praias da Urca, Botafogo e Flamengo, todas na zona sul.

Mais conteúdo sobre:

calor; temperatura; recorde