Não destile ódio nas redes: você pode ser a próxima vítima

Não destile ódio nas redes: você pode ser a próxima vítima

Paulo Silvestre

12 de agosto de 2019 | 09h10

Ódio sempre gera mais ódio!

Tenho observado com apreensão a escalada de agressões nas redes sociais, que chegaram ao ponto de reputações de inocentes serem destruídas para se atingir pessoas próximas a elas.

A banalização sistemática dessa prática por alguns grupos faz com que esse recurso nefasto pareça natural e até justificável. Como resultado, qualquer um está sujeito a sofrer esse abuso, simplesmente porque cruzou o caminho de um “valentão digital”. Ele se sente à vontade para praticar esse ato pelos maus exemplos que vê o tempo todo nas redes, e por achar que o mundo digital lhe oferece uma espécie de “véu mágico” que lhe protege de punições e de ele mesmo provar o mesmo veneno.

Nós pagamos por tudo que fazemos no meio digital, e essa conta vem na forma de ataques do mesmo tipo, mas também de processos, multas e até prisões. A desculpa esfarrapada de que esses crimes são protegidos pela “liberdade de expressão” apenas demonstra como essas pessoas são despreparadas ou -pior- mal-intencionadas.

Veja no meu vídeo abaixo o que você pode fazer para se proteger e para ajudar a minimizar essa prática. E depois compartilhe suas percepções nos comentários.



Para entender um pouco mais o problema, sugiro a leitura do meu artigo “Ajude a NÃO transformar as redes sociais na nova Inquisição”, clicando em https://brasil.estadao.com.br/blogs/macaco-eletrico/ajude-a-nao-transformar-as-redes-sociais-na-nova-inquisicao-pode-existir-uma-fogueira-reservada-para-cada-um/

 

Quer ouvir as minhas pílulas de cultura digital no formato de podcast? Basta procurar por “O Macaco Elétrico” no Spotify, no Deezer ou no Soundcloud. Se preferir, pode usar seu aplicativo preferido: é só incluir o endereço http://feeds.soundcloud.com/users/soundcloud:users:640617936/sounds.rss

Tendências: