Reflexão: como se preparar para as profissões do futuro?

Reflexão: como se preparar para as profissões do futuro?

Paulo Silvestre

04 de janeiro de 2019 | 13h23

Nesta quinta, tive duas conversas muito instigantes sobre o futuro do trabalho. Há um consenso: rumamos para uma ruptura, especialmente em países ocidentais, em que as pessoas podem chegar a um ponto de não terem mais o que fazer.

Isso se deve à crescente automação, incluindo recursos cada vez mais incríveis de inteligência artificial. Ocorre também pelos países orientais, especialmente China e Índia, que, graças à digitalização e às telecomunicações, oferecem mão de obra mais barata e qualificada para realizar tarefas que antes eram feitas por profissionais daqui.

Esse movimento sempre aconteceu, mas, se na Revolução Industrial a sociedade teve uns 200 anos para encontrar novos trabalhos, isso agora precisa ser refeito a cada década (se muito!).

Curiosamente, hoje vi uma reportagem sobre novos trabalhos na Business Insider (https://read.bi/2GGgn3v). Todos muito bacanas, mas que exigem excelente formação. Mas as pessoas que estão perdendo seus empregos são justamente as menos preparadas.

Moral da história: sim, muitos trabalhos já estão sendo substituídos por máquinas, e outros tantos estão criados. Mas os profissionais precisam urgentemente melhorar sua formação!

Se quiserem saber o que penso disso, recomendo a leitura do meu artigo “A inteligência artificial só roubará o seu emprego se você deixar”: https://www.linkedin.com/pulse/intelig%C3%AAncia-artificial-s%C3%B3-roubar%C3%A1-o-seu-emprego-se-silvestre-jr-/

Daí pergunto: como vai a nossa educação mesmo?