Reflexão: quanto vale a sua privacidade?

Reflexão: quanto vale a sua privacidade?

Paulo Silvestre

18 de fevereiro de 2019 | 08h04

Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook

Para o Facebook, constantes violações na privacidade de seus usuários podem lhe custar muitos milhões de dólares!

Reportagem de The Washington Post (https://lnkd.in/dUTz7Rk) indica que a empresa está negociando com a FTC (sigla em inglês para Comissão Federal de Comércio) pelo fim de uma investigação sobre isso. Começou em março, com o escândalo da Cambridge Analytica, que usou a rede para roubar dados de 87 milhões de usuários. De lá para cá, mais problemas, incluindo novos vazamentos e o crescimento das “fake news”, apoiadas pelos algoritmos.

A agência americana, que regula práticas comerciais, pode aplicar uma multa que supere o recorde para uma empresa de tecnologia: US$ 22,5 milhões pagos pelo Google em 2012, também por questões de privacidade. Uma eventual briga na Justiça pode corroer ainda mais a imagem do Facebook junto a seus usuários, que já não anda muito boa.

Nessa questão, o elo fraco continua sendo o usuário, vítima por não ser bem informado que seus dados estão sendo coletados, e muito menos para que serão usados.

Que cuidados você toma para proteger seus dados ao usar redes sociais ou seu celular?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: