Bexigas de festa estão acabando com o hélio do mundo

Bexigas de festa estão acabando com o hélio do mundo

Gabriel Pinheiro

22 Março 2012 | 18h05

Foto: Reprodução

O cientista inglês Oleg Kirichek queria estudar a estrutura da matéria, mas precisou adiar em 3 dias a sua pesquisa porque o estoque de gás hélio do laboratório em que trabalhava tinha acabado. Ele levou um prejuízo de 90 mil libras por ter ficado sem o elemento.

“Nós desperdiçamos 90 mil libras porque não conseguíamos arranjar hélio. Mesmo assim, a gente coloca o negócio em balões de festa, que deixamos escapar para a atmosfera, ou então os usamos para deixar nossas vozes fininhas e dar umas risadas”, disse Kirichek. O gás é utilizado por cientistas para esfriar os átomos e torná-los mais estáveis. O Conselho Nacional de Pesquisa dos EUA estima que o gás hélio só deve durar mais 30 anos na Terra, apesar de ser o segundo elemento químico mais abundante no universo.

(Via Super)