Coca-Cola e Pepsi mudam suas fórmulas depois estudos que apontam substância cancerígena

Coca-Cola e Pepsi mudam suas fórmulas depois estudos que apontam substância cancerígena

Gabriel Pinheiro

09 Março 2012 | 17h47

Foto: Reprodução

A PepsiCo Inc e a Coca-Cola Co anunciaram que mudarão a quantidade do corante 4-MI na fórmula de seus refrigerantes depois do estudo que mostrou seu potencial cancerígena. As bebidas com a quantidade reduzida de corante já eram produzidas para o estado da Califórnia, nos EUA, que exige por lei um limite menor.

O diretor da Coca-Cola disse por email à CBS que fará a mudança apenas por precaução, porque acredita que os níveis de 4-MI não eram perigosos. A mudança, segundo a empresa, não alterará o sabor ou a textura da Coca-Cola.