Escola deve abandonar livros e trocar por tablets, defende candidata à prefeitura de NY

Escola deve abandonar livros e trocar por tablets, defende candidata à prefeitura de NY

Rodrigo Martins

17 de janeiro de 2013 | 19h06

A candidata à prefeitura de Nova York Christine Quinn defende que as escolas abandonem os livros em papel. Segundo ela, que é uma das favoritas a suceder o atual prefeito, Michael Bloomberg, obras em papel são muito caras e os tablets trazem mais possibilidades.

“Atualmente gastamos mais de 100 milhões de dólares em livros texto. Este dinheiro é suficiente para comprar uma tablet para cada estudante das escolas públicas da cidade de Nova York, além de cobrir os gastos de pessoal”, disse em discurso, segundo a AFP. “Assim, um professor no Bronx poderia reunir toda a informação relevante de sua aula e atualizá-la durante o ano para mantê-la vigente. Poderia incorporar vídeos e tarefas multimídia para motivar mais as crianças que já vivem em um mundo digital.”

Foto: Kirsten Luce/The New York Times

Mais conteúdo sobre:

AFPNova YorkThe New York Times