Funcionária de aeroporto é demitida por se negar a embarcar cão doente

Funcionária de aeroporto é demitida por se negar a embarcar cão doente

Gabriel Pinheiro

07 de dezembro de 2011 | 20h31

Uma carregadora de bagagens do aeroporto de Reno-Tahoe, em Nevada, virou notícia nos EUA depois que perdeu seu emprego. O motivo? Ela se recusou a levar um cachorro doente para um voo com destino ao Texas. Segundo Lynn Jones, de 56 anos, o animal estava cheio de feridas na pequena caixa. “Ele estava tão magro, me fez chorar”, disse ela, de acordo com o jornal Los Angeles Times.

Lynn afirma ter alertado seu supervisor, que ignorou os apelos. A polícia do aeroporto acabou sabendo da história e entrou em contato com uma agência de proteção aos animais, que tomou a custódia do bichinho. Depois isso, ela foi demitida. O fato ganhou destaque na imprensa local: desde então, a direção do aeroporto tem recebido centenas de e-mails e telefonemas com pedidos para que a mulher seja recontratada.

A funcionária merecia a punição?

Mais conteúdo sobre:

animais