Ouvir rock durante cirurgia ajuda médicos

Ouvir rock durante cirurgia ajuda médicos

Gabriel Pinheiro

27 Setembro 2011 | 11h49

Você deixaria seu médico ouvir um álbum do Black Sabbath na mesa de operação? Se sua resposta foi não, pense de novo. Em um estudo da Universidade Estadual de Nova York em Buffalo, cirurgiões que ouviam música escolhida por eles próprios (no caso, rock) conseguiram raciocionar mais rápido do que aqueles que ouviam clássicos do compositor alemão Johann Pachelbel, informou o jornal britânico The Guardian.

Mas vale dizer: mesmo os que foram de clássicos encontraram benefícios. Segundo os pesquisadores, é melhor para os cirurgiões ouvir alguma música na hora da operação do que não ouvir nada. Eles ficam menos estressados e o trabalho melhora.

E o que os médicos curtem? Uma pesquisa do Reino Unido aponta que 90% deles colocam alguma música para tocar no centro cirúrgico. Quase metade escolhe rocks agitados, enquanto 17% preferem pop e apenas 11% ficam com música clássica.

O urologista londrino Ben Challacombe, de 38 anos, disse ao Guardian: “Gostamos de algo mais contemporâneo e agitado. Killers, Kings Of Leon e Coldplay, talvez.”

Mais conteúdo sobre:

músicarocksaúde