Superior Tribunal de Justiça proíbe funcionários de irem trabalhar de sunga e bikini

Superior Tribunal de Justiça proíbe funcionários de irem trabalhar de sunga e bikini

Rodrigo Martins

15 de dezembro de 2011 | 17h50

O Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, afixou cartazes e publicou normas de como servidores e outras pessoas não podem circular no tribubal. Roupas de banho estão vetadas, assim como sandálias do tipo gladiadora, que estão na moda, e calça jeans.

Segundo a Folha, a medida foi tomada por reclamações de servidores de que funcionários estavam com “roupas inadequadas”. Há reclamações. Alguns dizem que estão sendo barrados por usarem roupas que sempre usaram.

Tudo o que sabemos sobre:

FolhaSTJ

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.