Oléo de peixe pode evitar psicoses

Claudia Belfort

04 de fevereiro de 2010 | 09h08

Uma dose diária de 1,2g de óleo de peixe pode impedir o desenvolvimento de síndromes mentais, como esquizofrenia por exemplo, em pessoas com propensão para esse tipo de doenças, revelou estudo realizado por pesquisadores da Áustria, Austrália e Suíça e publicado nesta semana no Archives of General Psychiatry.  “A descoberta de que o tratamento com uma substância natural pode prevenir, ou ao menos retardar, a aparição de comportamento psicótico nos dá esperança de que pode haver uma alternativa a drogas antipsicóticas”, afirma o estudo. O efeito positivo viria da gordura Ômega 3, presente no óleo de peixe, que produz efeitos benéficos e facilitaria a transmissão de sinais entre neurônios.

Os pesquisadores fizeram um teste duplo-cego em 81 pessoas propensas a desenvolverem uma psicose ou por um forte histórico familiar de esquizofrenia e doenças similares ou por já apresentarem leves sintomas da doença.  Parte do grupo tomou o suplemento de óleo de peixe ao longo de 12 semanas, enquanto a outra metade tomou placebo. Os cientistas acompanharam o grupo por um ano para saber quantos desenvolveriam a doença. Duas pessoas do grupo de 41 (4,9%) que tomavam a cápsula de óleo de peixe desenvolveram comportamento psicótico, comparado a 11 de 40 (27,5%) no que recebia  placebo.