Resultados de longo prazo da terapia psicodinâmica

Claudia Belfort

31 Janeiro 2010 | 18h44

A terapia psicodinâmica, que tem como base a auto-reflexão e o auto-exame, teve sua eficácia cientificamente comprovada para uma ampla gama de transtornos mentais, incluindo depressão, ansiedade, pânico e seus benefícios podem até crescer mesmo após o final do tratamento.  De acordo com uma liderada por Jonathan Shedler, PhD, da Universidade de Colorado Denver School of Medicine, EUA,  “a evidência científica atual mostra que a terapia psicodinâmica é altamente eficaz e os benefícios são pelo menos tão grandes como as de outras psicoterapias.”

Para chegar a essas conclusões, Shedler revisou estudos de terapia psicodinâmica, de outros tratamentos psicológicos e de medicamentos antidepressivos envolvendo 1431 pacientes. Ele mediu o que se chama em pesquisa psicológica “tamanho do efeito”. Por exemplo, um tamanho de efeito de 0,80 é tido como alto. A pesquisa de Shedler identificou  que a terapia psicodinâmcia teve resultados positivos em 92% dos casos. A nota média em pacientes que fizeram terapia uma vez por semana durante um ano foi de 0,97. Já a análise em pacientes que haviam concluído o tratamento há nove meses ou mais foi 1,51, 50% mais alta.

A pesquisa está publicada na edição de fevereiro do jornal American Psychologist, da Associação Americana de Psicologia.

Mais conteúdo sobre:

pesquisatranstorno psiquiátrico