“Amiga, amiga…”

Tutty Vasques

17 de fevereiro de 2011 | 14h25

Feliz da vida com o apoio total do PMDB ao governo na votação do salário mínimo, Dilma Rousseff pretende seguir adiante na política de adestramento do principal partido de sua base aliada.

Quer agora ensiná-lo a a se fingir de morto e a dar a patinha.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.