A delação de Edmundo

Tutty Vasques

17 de junho de 2011 | 06h46

A polícia fala em “denúncia anônima”, mas o principal suspeito pela delação do ex-jogador Edmundo é o jornalista Milton Neves, que, via Twitter, alertou os homens da lei: “Como alguém que mora em São Paulo pode estar escondido no Rio?” Os dois andaram quebrando o pau na semana passada no programa ‘Terceiro Tempo’, da Band. Pura palhaçada! “Jantei com ele na segunda-feira” – o âncora esportivo foi entregando o comentarista foragido aos poucos na rede social. Horas depois, os tiras prenderam Edmundo no flat da rua Amauri, no Itaim Bibi.

Outro desafeto histórico do ‘Animal’, Romário tem o álibi de ter passado toda a quarta-feira atendendo a imprensa, que o procurou para saber detalhes do lançamento de sua candidatura à prefeitura do Rio em 2012. O Baixinho jura que nem sabia dessa morada em SP do ex-companheiro de ataque.

Corre por fora entre as suposições levantadas na Internet sobre as circunstâncias da prisão uma convocação que teria partido de dentro da cadeia. O assunto virou manchete do site ‘Sensacionalista’: Edmundo se apresenta em time de goleiro Bruno e sonha alto: “Queremos libertadores.”

Cá pra nós, faz sentido!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.