A filha do ministro

A filha do ministro

Tutty Vasques

04 de agosto de 2010 | 06h43

Revista VIP/divulgação

Revista VIP/divulgação

Uma coisa chama atenção, em especial, no suposto dossiê que envolve a filha do ministro Guido Mantega: o aloprado que investigou a moça não apurou o melhor da história. Protagonista de ensaios sensuais para duas revistas masculinas, Marina está sendo dedurada por suposto tráfico de influência no Banco do Brasil. Pode? Alguém que já convenceu um ex-namorado – ninguém menos que o diretor de TV Marcos Paulo – a comprar um Audi Q7, francamente, não precisa do pai pra nada.

Esqueça o tal dossiê fajuto! Recorrendo ao Google, você descobre, por exemplo, que Marina Mantega já foi trocada por outro homem numa relação amorosa. Em novembro de 2008, ela reduziu suas próteses de silicone de 265 ml para 120 ml. Queria ficar mais proporcional! Ganhou papel sem fala no teatro e quase participou do reality show A Fazenda. Sonha um dia ser madrinha de bateria.

Modelo e economista, coisa rara nas moças de hoje em dia, a filha do ministro da Fazenda tem olhos claros, 1,71m de altura e, na última vez que se pesou para uma revista de celebridades, cravou 55 quilos. Faz massagem e drenagem linfática. De vez em quando, diz “não” a convites para posar nua.

Imaginar uma mulher dessas envolvida em escândalo financeiro, com todo respeito, parece que já inventaram remedinho pra isso!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.