A inveja do Twitter

Tutty Vasques

07 de julho de 2010 | 07h06

ilstração pojucan

ilstração pojucan

O que são 2 milhões de seguidores no Twitter? Luciano Huck é o primeiro brasileiro a atingir tal marca e, pelo menos por enquanto, tudo que pode fazer com isso é comparar seu feito ao de outros campeões de audiência no site de relacionamento. Nessa brincadeira, o apresentador tem o dobro da visibilidade de Ivete Sangalo e um quinto do prestígio de Lady Gaga. Com 10 milhões de seguidores, a cantora americana bateu recentemente o recorde mundial de Barack Obama (9,6 milhões).

         Ainda que eles não ganhem diretamente nada com isso, rola a vaidade de querer ser mais popular que o outro, o que é super natural entre artistas e políticos que usam a Internet como ferramenta de promoção. Preocupante na atual febre de Twitter é o tipo de disputa que começa a despertar nos adolescentes em idade de medir tudo que é seu para comparar com o dos amigos.

Não demora muito, um garotão com menos de 800 seguidores vai ter dificuldades de arrumar namorada. Não à toa, já existem sites que prometem crescer o número de seguidores do usuário em questão de segundos. Pode ser um trauma que você leva para a vida toda.

Eu mesmo, quando olho o tamanho do negócio do Luciano Huck, morro de vergonha dos meus 7.500 seguidores. Francamente, na minha idade, parece Twitter de criança, né não?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.