A lembrancinha da mamãe

Tutty Vasques

05 de maio de 2011 | 02h03

fggagfNão à toa o Brasil já contabiliza mais celular que gente circulando em seu território: tem filho que todo ano dá um aparelho novinho de presente no Dia das Mães. É comum, hoje em dia, jovens senhoras com três filhos adolescentes e nove telefones fora de uso espalhados pela casa. Soma-se à falta de imaginação dos jovens a série de facilidades oferecidas pelas operadoras de telefonia: dependendo do sistema de pontos do garotão, a lembrancinha da mamãe sai de graça.

Qualquer mimo alternativo deve considerar que pode ser ofensivo ao processo de emancipação da mulher presenteá-la com artigos de utilidade doméstica. Se você é desses que não tem grana para joias – nem gosto pra escolher vestido, anágua ou batom -, seus problemas acabaram:

Com 180 lojas no Brasil, uma rede espanhola de depilação está oferecendo, via Internet, um pacote promocional especial para o Dia das Mães. Por R$ 140, sua homenageada no segundo domingo de maio terá direito a duas sessões de “fotodepilação”, com uma emulsão hidratante de lambuja. Por questão de respeito, não vamos aqui expor os designs de corte disponíveis. E não se fala mais nisso, ok? Mãe é mãe!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: