A recidiva da era Dunga!

Tutty Vasques

22 de julho de 2014 | 00h03

reproduçãoO Brasileiro sempre espera que o pior um dia volte! Vive alertado pelo noticiário para as chances de retorno da inflação, da censura, do apagão, do Henrique Pizzolato, do Garotinho e do Lula, não necessariamente nesta ordem de grandeza. Há inclusive entre os mais velhos quem considere o ex-presidente um mal mais necessário até que a possibilidade da volta do óleo de fígado de bacalhau e do emplasto Antiflogestine. Somos, não é de hoje, um país casca grossa!

A volta de Dunga à seleção é uma rara surpresa no habitual refluxo dos frequentes tsunamis de coisas ruins que banham o Brasil. O que a princípio parecia mentira fazendo marola na internet bateu feito um tronco inesperado na nuca do torcedor que emergia à tona após o caldo da Copa do Mundo.

Dunga de novo! Não estávamos preparamos pra a recidiva! Ainda bem que pelo menos aquela filha do técnico não é mais figurinista dele. Ou será que também voltou a cuidar do guarda-roupa do pai? Parece pesadelo, né não?

Tendências: