A volta do General Inverno

Tutty Vasques

02 Novembro 2011 | 07h19

reproduçãoA polícia de Nova York ganhou no último fim de semana um inesperado e poderoso aliado no cabo-de-guerra que trava neste outono com manifestantes do movimento ‘Ocupem Wall Street’, no centro financeiro de Manhattan: o ‘General Inverno’ chegou mais cedo por lá para tornar a vida insuportável no acampamento da Praça Zuccotti.

A situação tende a se agravar para os combatentes contra o capitalismo nos EUA: quando a estação do frio começar pra valer na ilha, veremos se a galera não foge à luta a exemplo, mal comparando, das tropas de Napoleão e de Hitler nas ocupações frustradas que tentaram promover, cada um a seu tempo, na Rússia.

Sabendo disso, o quartel-general dos “indignados” do século XXI pediu na segunda-feira passada ao prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, que descole abrigo imediato para que os protestos sobrevivam às madrugadas gélidas previstas para muito breve.

Não sei se isso serve de consolo a quem está batendo queixo em protesto na vizinhança de Wall Street, mas nada se compara à luta das ativistas feministas da Ucrânia. Topless em Kiev nessa época do ano é de lascar!