Abaixo a lei do fio terra!

Tutty Vasques

28 de junho de 2013 | 06h14

reproduçãoClaro que a prioridade é o combate à corrupção e à inoperância dos serviços públicos, mas, se a pressão popular sobre o Congresso tiver fôlego para acabar com tudo isso que aí está, vai chegar a hora de dar um basta na tomada de três pinos.

Mais cedo ou mais tarde, a voz das ruas vai exigir a revogação da chamada Lei do Fio Terra.

A relação do brasileiro com o fio terra sempre foi controversa – muitos passam pela vida sem nem saber o que é isso –, mas virou problema para todo cidadão depois que o Congresso instituiu o pino extra no encaixe das tomadas em todo o País.

Segunda que vem faz dois anos que o brasileiro vive, por força de lei, às voltas com um padrão de tomada tão original quanto a jabuticaba. Só existe no Brasil, mas leva sobre a fruta a desvantagem de não servir para nada em casas sem aterramento na rede elétrica.

Se revogar a lei só for complicar mais as coisas, botar em cana quem enriqueceu às suas custas já seria uma satisfação às ruas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.