Abstinência de notícia!

Tutty Vasques

13 de dezembro de 2011 | 00h02

Vai começar aquele desespero de sempre! As notícias, como se sabe, teimam em acabar antes do fim do ano, deixando no leitor bem informado a sensação de que amanhã ou depois os jornais não vão circular por falta de conteúdo.

Afora o Mundial de Clubes no Japão, os encontros de Angela Merkel e Sarkozy, a aprovação da DRU, as peladas beneficentes e os protestos de rua em Moscou, francamente, o que mais falta acontecer em 2011?

A crise de abstinência de quem lê tanta notícia não é novidade, mas nesta mesma época em 2010 havia pelo menos os preparativos da posse da Dilma para se reportar. Este ano, não vai rolar nem show de gravação do “especial” de Roberto Carlos em Copacabana!

Se depender do Palácio do Planalto, a falta de assunto não vai terminar com o ministro Fernando Pimentel se explicando no Congresso, mas resta sempre a esperança de uma manchete com anúncio pelo governo de nova descoberta de petróleo na Bacia de Campos.

No mais, é esperar pelo caos aéreo decorrente das nevascas no Hemisfério Norte, e torcer para que as chuvas tenham piedade de nós, ainda que o fechador da primeira página tenha que abusar da criatividade para botar o jornal na rua.